domingo, 16 de agosto de 2009

Quem vem por bem...

Pedalar 670 kms é uma aventura que perdura no meu tempo.

Este ano tive a sorte de ter “companhia” neste meu projecto solitário… mas pouco individual.

Fui engraçado como as visitas que tive ao longo dos kms me ajudaram a chegar a Sagres. Mais engraçado foi o facto de todas as visitas serem de “de gente web 2.0”, algumas que eu não conhecia. O que não deixou de ser inesperado…

O primeiros foram o “Anatomia do Frinxas e da Sandra”… uns anjos da guarda que me indicaram o caminho por entre travessas e ruelas antes de alcançar a N 109. Tiveram a pachorra de esperar pelo Simões e depois por mim. Iniciativa rara para dizer olá a uns loucos que pedalavam furiosamente rumo a Sul.

400 e tal kms depois encontro o “Xiclista”. Este moço, deve ser da experiência, acertou no sítio certo para nos encontrar - Cais do Sodré. Em Lisboa a viagem estava complicada para mim. Não disse muita coisa mas quando lhe falei do ritmo a que vinha e como seria obrigado a ter mais calma. Lembrou-me dos meus amigos do Audax Club Parisien. Lá fui eu rumo a Sul com um novo foco e lembrando-me dos ensinamentos dos moços do Audax. O “Xiclista” em 2008 tinha acertado no local para pedalar connosco… desta vez, mesmo sem pedalar, voltou a acertar.

Em Setúbal, outra surpresa, o “Aventuras a Solo”. Uma visita inesperada de um moço que não conhecia. Tinha feito um acordo comigo que iria chegar, pelo menos, a Tróia pelo que foi bom estar à conversa antes de me lançar pelo Alentejo profundo.

Junto ao cabo Sardão tive a companhia mais original do PT na vertical o “A vida não é só isto!”. O menos ciclista de todos apareceu... mas apareceu, corajosamente, de bicicleta com o objectivo de fazer 1% do trajecto… estraguei-lhe o projecto pois estava em cima de uma das minhas paragens. Fomos à conversa uns kms e ajudou-me a descontrair o pensamento para os últimos 100 kms.

Em Sagres mais um repetente de 2008 “ A febre da Tartaruga”. Este moço atravessou o Algarve, no seu primeiro dia de férias, para vir beber uma meia de leite e comer uma torrada conforme o costume…. Não há nada a dizer.
Uns kms antes de Vila do Bispo lá estava o tartaruga maratonista à nossa espera. É espantoso como um compromisso para comer torradas nos pode dar uma ponta de ânimo para subir a Carrapateira… Ficou combinado variar a ementa para próximas edições.

Moral da história: Uma aventura tendencialmente solitária muito ajudada por uns seres que se deram ao trabalho de nos virem dizer um “olá”.

2 comentários:

Nintuga disse...

Como forma de retribuir a visita ao BTTara, espero dar o meu contributo no PV 2010. Afinal existem muitos mais como nós, que aos poucos nos vamos conhecendo nem que seja por enquanto de forma virtual. Parabéns pelo projecto.
Boas pedaladas
César Coelho

Pedro Alves disse...

Olá César,

Este blog é o blog das recordações... tem histórico apenas... O mais sério é a dinâmica do pedal.

2010... longe longe essa ideia.

Boas pedaladas para si

Acerca de mim

A minha foto
Pedalando por aí... de preferência em estradas sem buracos... de preferência... sozinho... ou bem acompanhado. 2008 = Portugal na Vertical - Viana do Castelo Sagres Non Stop foi a 27 de Julho. Em 2009 lá fui eu outra vez... Portugal na Vertical 2ª edição. Em 2010 não há 2 sem 3 lá se fez o Portugal na Vertical + os Brevets do ACP rumo ao PBP 2011 Em 2011 = Randonneurs Portugal e o PBP 2011 em Agosto. 2012- We will see...